Nomeclatura dos Alcanos normais e ramificados

Nesta matéria vamos aprender algumas regras básicas para a nomenclatura dos alcanos, de forma rápida como dar nomes aos alcanos normais e ramificados com ajuda de algumas regras já estabelecidas. 
O  que são hidrocarbonetos?
Hidocarbonetos são compostos orgânicos que apresentam, na sua composição átomos de hidrogénio e carbono.
Fórmula geral dos Alcanos
 
Sendo  os Alcanos compostos orgânicos, existe dois tipos de nomenclatura, a usual ou não oficial, e a IUPAC( União internacional da química pura e aplicada )ou oficial.
Para os alcanos com cadeia normal a nomenclatura e feita da seguinte forma, acrescenta-se o sufixo ano  ao prefixo que indica o numero de átomos de carbono na cadeia:
Prefixo + sufixo-
ano ,veja a tabela
Nº de átomos de carbono
Prefixo
Sufixo
Nome do Alcano
COMPOSTO
1
Met
ano
Metano
CH4
2
Et
ano
Etano
CH3—CH3
3
Prop
ano
Propano
CH3—CH2—CH3
4
But
ano
Butano
CH3—CH2—CH2—CH3
5
Pent
ano
Pentano
CH3—CH2—CH2—CH2—CH3
6
Hex
ano
Hexano
CH3—CH2—CH2—CH2—CH2—CH3
7
Hept
ano
Heptano
CH3—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH3
8
Oct
ano
Octano
CH3—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH3
9
Non
ano
Nonano
CH3—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH3
10
Dec
ano
Decano
CH3—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH2—CH3
 NB: Essa nomenclatura é só valida para os Alcanos de cadeia normal.
Antes de seguir com a nomenclatura dos Alcanos ramificados, vamos falar dos radicais monovalentes, isto e elas são obtidas pela saída de um átomo de hidrogénio na molécula do Alcano originando assim origina a formação de um radical.
Um radical e um grupo de átomos que possuem uma ou mais valências livres
                                                     

 

Nomeclatura dos radicais observa o quadro a seguir
Nome do Alcano
Nome do radical alquilo
Metano
Etano
Propano
Butano
Metilo ou metil CH3-
Etilo ou etil CH3-CH2-
Propilo ou propil CH3-CH2-CH2-
Butilo ou butil  CH3-CH2-CH2-CH2-
Tendo este conhecimento podemos agora dar nome aos alcanos ramificados, acompanhe
Para a nomenclatura dos Alcanos ramificados, a IUPAC (união internacional da Química Pura e Aplicada) estabeleceu as seguintes regras:
 Identificar a cadeia principal, ou seja a mais longa com o maior número de carbonos.
2° Nomear os átomos da cadeia principal, começando extremidade mais próxima de uma ramificação.
3° Os números realizados em 2  devem permitir que os números que aparecem no nome do alcano sejam os menores possíveis.
Os nomes dos radicais devem ser colocados obedecendo a ordem alfabética ou a ordem da complexidade crescente, utilizando os prefixos di, tri, tetra, etc.
Exemplos:  
 

2,3-dimetil-6-etil-5-propil-octano

 
 2,2,3-trimetil-pentano
  
 
 2-metil- pentano

 

  
  2,3–Dimetil-pentano
 
Nomeclatura  USUAL dos  Alcanos
 Nome  USUAL aos alcanos, segundo a nomeclatura usual, ou não, o composto em questão deriva do metado pela subistituicao parcial ou total dos seus átomos de hidrogénio por radicais alquilos.
Para dar nome e só dar nome a todos os radicais , se existir radicais iguais, deve se usar os seguintes prefixos di, tri, tetra, etc.
Exemplos
Tetrametil-metano

 

 

 
 Dimetil-Etil-propil -metano

 

Por Mi,Obadias Chacha                                                           

(Visited 5 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Artigos Protegidos !!